Do tricampeonato da Libertadores ao rebaixamento: Relembre a trajetória do Grêmio até a Série B


Time gaúcho terminou o ano em 17º na tabela do Brasileirão com 43 pontos (12 vitórias, sete empates e 19 derrotas)

EVERTON PEREIRA/O FOTOGRÁFICO/ESTADÃO CONTEÚDOTorcida do Grêmio sofreu na Arena nesta quinta-feira

O Grêmio jogará a Série B do Campeonato Brasileiro 2022. A equipe gaúcha venceu o Atlético-MG, mas com a vitória do Juventude, o Tricolor ficou em 17º. Essa é a terceira vez que o Grêmio estará a segunda divisão do futebol brasileiro. A primeira foi em 1991 (quando o Brasileirão tinha um formato diferente) e a segunda em 2004. O rebaixamento do Tricolor Gaúcho é uma surpresa considerando o histórico recente da equipe e as contratações para a temporada: Rafinha, Douglas Costa, Miguel Borja e Mathias Villasanti. Mas essa história começa em 2013. Em busca de uma restauração, o Grêmio está há oito anos figurando entre os melhores do país. Em 2013 ficou em segundo no Brasileirão e alcançou às semifinais da Copa do Brasil por dois anos consecutivos. Em 2016 não teve um início promissor e no meio da temporada contratou Renato Gaúcho, o técnico que viria para mudar o cenário no clube. No mesmo ano venceu a Copa do Brasil depois de 15 anos sem títulos expressivos.

Em 2017, a equipe encantou a América Latina ao conquistar o tricampeonato da Copa Libertadores com uma campanha irretocável. Na época, Luan foi eleito o melhor jogador da competição e eleito o ‘Rei da América’ pelo El País do Uruguai. Em 2018, o Grêmio foi bicampeão da Recopa Sul-Americana. No ano seguinte, conquistou o Gauchão de forma invicta e chegou às semifinais da Copa do Brasil e Libertadores. Em 2020 perdeu nomes importantes de seu plantel como Luan (Corinthians) e Everton Cebolinha (Benfica) em meio à pandemia e em 2021 o martírio começou. Apesar de ter vencido o Gauchão, o Tricolor Gaúcho foi eliminado na fase preliminar da Libertadores, sua pior participação da competição da história, e perdeu Renato no dia seguinte.

Thiago Nunes foi contratado em seguida e demitido três meses depois. Felipão assumiu em 8 de julho e saiu em 11 de outubro, dando lugar a Vagner Mancini que permanece no comando do time. Nesse interim, o time caiu na fase de grupos da Copa Sul-Americana e nas quartas de final da Copa do Brasil. No Brasileirão foram 12 vitórias, sete empates e 19 derrotas em 38 jogos. 51 gols marcados e 44 gols sofridos, sendo a terceira pior defesa do campeonato atrás do lanterna Chapecoense (64 gols sofridos) e do Bahia (49 gols sofridos). Com problemas na diretoria e de relacionamento com jogadores, o Grêmio deve passar por uma nova reformulação para tentar o acesso em 2022.





Source link

Related Articles

Stay Connected

22,952FãsCurtir
3,377SeguidoresSeguir
19,800InscritosInscrever
- Advertisement -spot_img

Latest Articles