Fachin já começa a ameaçar eleitores e impor censura prévia, diz Cristina Graeml


Ministro assume a Presidência do TSE nesta terça-feira; Alexandre de Moraes será vice

Dida Sampaio/Estadão ConteúdoEdson Fachin é o novo presidente do TSE

O ministro Edson Fachin assume a presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta terça-feira, 22. Na mesma cerimônia, Alexandre de Moraes foi empossado como vice. Fachin entra no lugar de Luís Roberto Barroso e ficará por seis meses no cargo. Depois, será substituído por Moraes, que estará à frente do Tribunal durante as eleições de outubro. Em entrevista à GloboNews na semana passada, o novo presidente do TSE disse não ter dúvidas de que o presidente Jair Bolsonaro (PL) vazou informações sigilosas sobre o inquérito que apura um ataque hacker ao órgão e fez ressalvas a participação das Forças Armadas nas eleições.

Durante sua participação no programa Os Pingos Nos Is, da Jovem Pan News, Cristina Graeml criticou a atuação de Barroso na presidência do TSE e afirmou que Fachin impõe censura prévia aos eleitores. “A gente tem que analisar o que vinha acontecendo no TSE com o ministro Barroso e o que vai acontecer com o TSE do ministro Fachin, porque ele já está usando a grande imprensa para passar recadinhos. Foi absolutamente politica a atuação de Barroso, apesar de ser um Tribunal Eleitoral, ele deveria atuar como juiz, cuidando da realização de eleições com credibilidade, segurança e transparência”, disse a comentarista. “Fachin já começa a fazer ameaças aos eleitores, impondo censura prévia. Quem ousar falar contra as urnas eletrônicas pode ate ser preso. E a gente sabe que eles vem prendendo ilegalmente quem ousa questionar qualquer coisa”, concluiu. 

Assista ao programa Os Pingos Nos Is desta terça-feira, 22: 





Source link

Related Articles

Stay Connected

22,952FãsCurtir
3,381SeguidoresSeguir
19,800InscritosInscrever
- Advertisement -spot_img

Latest Articles