Lançamentos nacionais: Mulú e Letrux, Espelhos de Okê, MEB e O Temporal


Mulú e Letrux
Crédito: divulgação

 

O produtor musical e DJ Mulú se juntou a Letrux para gravar a faixa “Me Espera”, que estreou nas plataformas digitais recentemente.

Ele misturou as batidas de disco music com arranjos de sintetizadores retrô e uma textura característica das fitas K7 de música brasileira dos anos 1980, enquanto ela chegou com uma letra quente e envolvente que descreve um “date” de verão.

“Tava há um tempo com muita vontade de trazer a cor e a textura analógica das músicas dos anos 80/90 pra uma canção pop moderna, quando terminei o instrumental de ‘Me Espera’ tive a certeza que a música pedia a voz de uma carioca e a Letrux foi a conjunção perfeita!,” conta Mulú.

“Quando recebi a música do Mulu, achei uma delícia solar. Estava no estúdio do Lucas Vasconcellos e começamos a pensar numa letra e melodia que falasse de duas pessoas que moram longe mas que se paqueraram durante 2 anos e só agora, vacinadas, vão conseguir se encontrar. Fica essa espera gostosa no ar, essa atmosfera da véspera da festa, ansiedade do que vai acontecer e a música vai nos fazendo dançar pra esperar o verão,” completa Letrux.

Espelhos de Okê

Espelhos de Okê
foto: divulgação

A banda mineira Espelhos de Okê divulgou pelo selo Alcalina Records seu álbum de estreia Vista Sua Armadura Mais Bonita.

O disco apresenta seis faixas, incluindo os singles “Yeye Oke”, “Bomba Viva” e “Doce é Manga”, e une o tropicalismo, psicodelia e o afrobeat.

“O disco é o primeiro da banda, representa o nascimento do projeto, que traz em suas músicas a densidade que sentimos durante os tempos pandêmicos. Surgiu da necessidade de romper com a inércia e entrar em movimento, canalizando os sentimentos de angústia, desespero e questionamentos. Em meio ao processo percebemos que as músicas iam muito além desse tempo, porque tais sentimentos são sentidos diariamente e a busca por amor, empatia e esperança é constante,” comenta a vocalista Flaviany Matos.

Criado no ano passado e inspirado por clássicos como Secos e Molhados, The Doors e Mutantes, o grupo também conta com Alan Girardeli (produtor musical, teclas, efeitos e baixo), Alexandre Rosa (violão e guitarra), Ciro Nunes (bateria e flauta), Zé Vitor Braga (performance, voz e percussão) e Marcella Melgaço (performance e voz).

MEB

MEB
foto: divulgação

O projeto MEB – sigla para Música Extemporânea Brasileira – lançou no YouTube o clipe feito para a faixa “Goles de Batalha” em parceria com Tyaro e Ticiana Passos.

Composta por Zé Luiz Rinaldi, fundador do grupo, a canção ganhou clipe sob direção e roteiro de Caio Riscado.

Participam do vídeo ainda Alexandre Mello, Alexandre Paz, Jojo Rodrigues e Raquel Rocha, atores e parceiros do MEB, além do próprio diretor.

“Na minha visão, o clipe sugere uma saída para a repetição laboral que tanto nos assombra. Ele exibe pessoas que, apesar de cansadas, ainda estão dispostas a fazer da cabeça um espaço mais doce: para as ideias, pensamentos e, principalmente, o encontro com o outro. É nesse sentido que surge a dança, Tyaro nos convidando para fazer curva, girar e descobrir novos caminhos para o sal que seca os lábios,” opina Caio.

A canção integra o disco-livro Cabeça Doce, segundo trabalho da banda que chegou às plataformas digitais e livrarias no último dia 8.

Com poemas de Torquato Neto, Federico Garcia Lorca, Georges Bataille e Hilda Hilst musicados, o material cruza canção e literatura poética em um álbum para ser lido ou livro para ser ouvido.

O Temporal

O Temporal
foto: reprodução

O trio O temporal disponibilizou recentemente nas plataformas de streaming o single de estreia “Tela Azul”. Com influências do Indie Rock e Rock moderno, a música busca refletir sobre o período em que vivemos e inspirar a conexão entre nós e os outros.

 





Source link

Related Articles

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Stay Connected

22,952FãsCurtir
3,113SeguidoresSeguir
19,000InscritosInscrever
- Advertisement -spot_img

Latest Articles