Ministro da Ucrânia acusa Rússia de violar acordos para corredor humanitário


Uma nova rodada de negociações entre os países está marcada para acontecer nesta segunda-feira, 7, segundo um membro da delegação ucraniana

Reprodução/Jovem Pan NewsDmytro Kuleba durante pronunciamento em que acusa a Rússia de violar acordo por corredor humanitário

O ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, afirmou neste sábado, 5, que as forças russas violaram o acordo para viabilizar um corredor humanitário para a retirada de civis das cidades de Mariupol e Volnovakha e que por isso a medida não funcionou. Há pouco, o ministro da Defesa da Rússia, Igor Konashenkov, afirmou que “nenhum civil” passou pelos corredores humanitários abertos na manhã de hoje, em um cessar-fogo parcial anunciado pela Rússia. Em pronunciamento, Kuleba ainda pediu que mais sanções sejam impostas contra a Rússia e disse que o “petróleo russo está cheio de sangue ucraniano”. O presidente russo Vladimir Putin afirmou na manhã de hoje que as sanções contra a Rússia são como “uma declaração de guerra”. Kuleba insitiu na intenção de tornar a Ucrânia membro da União Europeia e disse que o fato de Putin jogar muitas bombas sobre o povo ucraniano não vai mudar o desejo da população do país de fazer parte do bloco. “Peço que a Rússia pare de atingir civis, que eles parem de destruir a cidade com ataques aéreos e que permitam o acesso de ajuda humanitária àqueles que continuam na cidade. As tropas russas têm que parar com essas barbaridades e seguir as regras das convenções internacionais.”

O ministro ainda classificou a decisão da Otan de não definir zonas de exclusão aérea como “frustrante” e fez um apelo para que a organização reveja sua posição. “Por causa dessa decisão de não estabelecer zonas de exclusão aérea, mais civis serão mortos pelos russos, mais crianças morrerão, mais sangue será derramado. Pedimos à Otan para estabelecer as zonas de exclusão aérea sobre a Ucrânia, também pedimos que a Agência Internacional de Energia Nuclear e as Nações Unidas garantam a segurança das nossas usinas nucleares, porque se acontecer o mesmo que aconteceu eu Zaporizhzhia, isso não será um problema apenas da Europa, será um desastre global”, acrescentou. Kuleba também falou sobre um encontro que teve com Antony Blinken, secretário de Estado dos Estados Unidos. “Não é segredo para ninguém que nosso pedido mais importante é sobre caças, aviões de assalto e sistemas de defesa antiaérea. Precisamos de sistemas de defesa antiaérea para garantir a segurança de nossos céus. Se perdermos os céus, haverá muito mais sangue no solo. “Espero que as pessoas na Ucrânia possam ver isso como uma demonstração clara de que temos amigos que estão ao nosso lado”, completou. Um membro da delegação ucraniana afirmou que uma nova rodada de negociações com a Rússia está marcada para esta segunda-feira, 7. Os representantes dos dois países já se reuniram duas vezes para conversar, mas ambos os encontros não foram bem-sucedidos.

 





Source link

Related Articles

Stay Connected

22,952FãsCurtir
3,377SeguidoresSeguir
19,800InscritosInscrever
- Advertisement -spot_img

Latest Articles