Nirvana reage às acusações de processo aberto por bebê de ‘Nevermind’


Foto: Reprodução

O Nirvana se posicionou judicialmente ao processo aberto por Spencer Elden, o bebê da capa do álbum Nevermind, de 1991. Os representantes do grupo, incluindo a viúva de Kurt Cobain, Courtney Love, estão pedindo ao tribunal o encerramento do processo, dizendo que a ideia da capa “não é séria”, em relação à acusação de pornografia infantil (via Loudwire).

A banda ainda alega que Elden lucrou com a arte do disco ao longo de seus 30 anos, sendo autodenominado como o “Bebê do Nirvana”. E acrescentou: “Ele recriou a foto em troca de uma taxa, várias vezes; ele tem o título do álbum ‘Nevermind’ tatuado em seu peito; ele apareceu em um talk show vestindo um macacão se zoando, de cor nude; ele autografou cópias da capa do álbum que estão à venda no eBay; e ele usou a conexão para tentar pegar mulheres”.

O Nirvana também diz que o prazo para abrir um processo por pornografia infantil nos Estados Unidos termina 10 anos depois da “descoberta”, o que implicaria Elden que só teria percebido em 2011. “A foto de capa do ‘Nevermind’ foi tirada em 1991. Ela ficou mundialmente famosa em 1992. Muito antes de 2011, Elden sabia da fotografia e sabia que ele era o bebê na foto”, defende o grupo.

Em agosto, Spencer abriu o processo contra a banda de Cobain, afirmando que violou “estatutos federais de pornografia infantil” e busca uma indenização de 150 mil dólares (cerca de 800 mil reais) de cada uma das partes.

A ação conta com 15 réus, incluindo Krist Novoselic, Dave Grohl, Courtney Love, o fotógrafo Kirk Weddle, e a gravadora que lançou e distribuiu o disco nas últimas três décadas.





Source link

Related Articles

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Stay Connected

22,952FãsCurtir
3,138SeguidoresSeguir
19,100InscritosInscrever
- Advertisement -spot_img

Latest Articles