Noel Gallagher diz que Rock é de classe média e “muito caro” para a classe trabalhadora


Noel Gallagher
Foto: Divulgação

Muitas vezes, Noel Gallagher vira notícia por suas tretas com o irmão Liam e pelas eternas polêmicas sobre o retorno (ou não) do Oasis. Dessa vez, no entanto, o cara teve comentários sérios sobre o estado atual do Rock.

Falando com o The Daily Mirror (via Consequence), o frontman dos High Flying Birds afirmou que os “jovens da classe trabalhadora” não conseguem mais entrar no Rock, já que os instrumentos musicais têm preços exorbitantes:

Guitarras são caras, não há salas de ensaio. Todas foram transformadas em bares de vinhos e flats.

Ele ainda complementou, destacando que a “classe média” tomou conta de um gênero que antes era tão associado à classe trabalhadora:

Há vários cantores e compositores, várias bandas de classe média […] vestindo guitarras ao invés de tocá-las. Mas quatro ou cinco caras de ‘council estates’ [moradias públicas do Reino Unido] não conseguem pagar pelas guitarras.

Complicado, né? Só pra se ter uma ideia, uma Gibson Les Paul está custando cerca de 600 libras no país europeu, o que equivale a aproximadamente 4 mil reais. Aqui no Brasil, no entanto, a situação é ainda mais complexa: em lojas oficiais, o mesmo instrumento passa dos R$10 mil com tranquilidade.

Noel Gallagher fala sobre estado atual do Rock

Além de criticar a mudança da classe social que vem acompanhando o Rock, Noel também aproveitou para explicar que não enxerga mais um interesse da população jovem no gênero.

Ele insinua que não há mais “jovens de 14 anos em bandas”, questionando a possibilidade de surgir um outro Oasis ou alguma banda de impacto na cena como tantas outras que tivemos em décadas passadas.

LEIA TAMBÉM: 10 novas e incríveis bandas de Rock lideradas por mulheres





Source link

Related Articles

Stay Connected

22,952FãsCurtir
3,331SeguidoresSeguir
19,700InscritosInscrever
- Advertisement -spot_img

Latest Articles