Pais de garoto que matou quatro estudantes em escola dos EUA são presos


Pai comprou a pistola utilizada pelo jovem quatro dias antes da tragédia, na Black Friday; casal foi chamado pela escola pouco tempo antes do ataque

REUTERSTiroteio deixou quatro mortos e seis feridos

Os pais do adolescente que abriu fogo em sua escola em Michigan, no norte dos Estados Unidos, deixando quatro mortos e seis feridos, foram presos neste sábado, 4, indiciados por homicídio culposo. Caso sejam condenados, James e Jennifer Crumbley podem pegar até 15 anos de prisão. Após uma vasta operação de busca pela polícia e pelo FBI, eles foram localizados em um complexo industrial em Detroit, a cerca de 60 quilômetros do tiroteio. Os advogados do casal disseram na sexta-feira, 3, que eles se entregariam às autoridades e que não estavam fugindo, mas que deixaram a cidade na noite do ataque “para sua própria segurança”. No entanto, o fato dos Crumbley terem sacado US $ 4.000 e desligado seus celulares deixou os policiais em alerta.  Segundo a promotora distrital do condado de Oakland, Karen McDonald, Ethan Crumbley, de 15 anos, foi quem entrou na escola e apertou o gatilho, mas “há outras pessoas que contribuiíram para os fatos”. “É minha intenção fazê-las prestar contas também”, declarou.

O adolescente se entregou a polícia e foi acusado de terrorismo, homicídio e está sendo julgado como se fosse maior de idade. Quem comprou a pistola utilizada pelo garoto foi o pai, quatro dias antes da tragédia, na Black Friday. O jovem publicou uma foto da arma em sua conta do Instagram logo depois da compra. “Acabo de receber minha nova beleza hoje”, escreveu.  No fim de semana, Jennifer postou imagens nas redes sociais destacando que o filho estava “experimentando seu novo presente de Natal”. Dias antes do crime, ela também foi chamada pela escola para avisar que Ethan estava fazendo pesquisas sobre munições na internet. Ela não compareceu. No dia do ataque, os pais foram chamados novamente pelo colégio, que viu com “preocupação” algumas anotações encontradas pela professora na mesa do estudante. Havia o desenho de uma pistola e frases como “Os pensamentos não vão parar. Ajudem-me”, e “minha vida é inútil”. Segundo a polícia, o jovem gravou um vídeo na véspera do tiroteio em seu celular, onde anunciava a intenção de usar a arma na escola.

“A ideia de que um pai possa ler estas palavras, sabendo que seu filho teve acesso a uma arma mortal que ganhou dele, é inconcebível e acho que é um crime”, afirmou a promotora McDonald. Ela também culpou James e Jennifer por não perguntar ao filho se levava sua arma com ele, nem inspecionar sua mochila. Segundo a promotora, os Crumbley não aceitaram levar o filho para casa e ele voltou para a aula. Pouco tempo depois, saiu de um banheiro com a arma, que estava escondida. McDonald disse que quando o pai ouviu a notícia, ligou para a emergência para informar que faltava uma pistola em sua casa e acreditava que seu filho pudesse ser o atirador. A investigação policial revelou que o objeto tinha sido guardado em uma gaveta sem chave no quarto do casal. Ethan está na prisão em regime de isolamento.

*Com informações da AFP





Source link

Related Articles

Stay Connected

22,952FãsCurtir
3,377SeguidoresSeguir
19,800InscritosInscrever
- Advertisement -spot_img

Latest Articles