PF conclui que navio grego foi responsável por manchas de óleo no litoral e indicia responsáveis


Custos dos poderes públicos estaduais, municipais e federal para a limpeza das praias e do oceano foram estimados em mais de R$ 188 milhões

CARLOS EZEQUIEL VANNONI/AGÊNCIA PIXEL PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOÓleo se espalhou por praias do Nordeste em 2019

A Polícia Federal informou nesta quinta-feira, 2, que concluiu as investigações sobre a origem das manchas de óleo que atingiram o litoral em mais de 11 Estados entre agosto de 2019 e março de 2020. A corporação afirmou que existem indícios suficientes que um navio petroleiro com bandeira da Grécia foi o responsável pelo vazamento. A empresa, seus responsáveis legais, o comandante e o chefe de máquinas da embarcação foram indiciados pelos crimes de poluição, descumprimento de obrigação ambiental e dano a unidades de conservação. A investigação contou com a parceria de instituições nacionais e internacionais, inclusive da Interpol. Segundo a PF, os custos dos poderes públicos estaduais, municipais e federal para a limpeza das praias e do oceano foram estimados em mais de R$ 188 milhões. “O valor total do dano ambiental está sendo apurado pela perícia da PF, que deverá encaminhar com brevidade o respectivo laudo as autoridades competentes”, disse a corporação em nota. O inquérito policial será encaminhado ao poder Judiciário Federal do Rio Grande do Norte e Ministério Público Federal para análise e adoção das medidas cabíveis.

 





Source link

Related Articles

Stay Connected

22,952FãsCurtir
3,434SeguidoresSeguir
20,000InscritosInscrever
- Advertisement -spot_img

Latest Articles