Prefeitura do Rio informa que navio MSC Preziosa chegou à cidade com cerca de 20 casos de Covid-19


Contaminados e as pessoas com quem eles tiveram contato estão em isolamento a bordo; Centro de Informação Estratégica em Vigilância em Saúde e Anvisa conduzirão investigação epidemiológica

PAULO CARNEIRO/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO – 18/12/2021Após passar a virada de ano ancorado em Copacabana, navio partiu para Búzios, onde sete casos de Covid-19 foram identificados

A Prefeitura do Rio de Janeiro, por meio da Secretária Municipal de Saúde, informou neste domingo, 2, que o navio MSC Preziosa atracou no Píer Mauá com cerca de 20 casos confirmados de Covid-19. Todos os contaminados e as pessoas com quem eles tiveram contato (entre 35 e 40) estão em isolamento a bordo. “O Centro de Informação Estratégica em Vigilância em Saúde (CIEVS) do município já recebeu e analisou o Livro Médico de Bordo e realizará a investigação epidemiológica em conjunto com a Anvisa assim que a embarcação estiver devidamente atracada, a fim de determinar o cenário epidemiológico e tomar as medidas de prevenção e controle”, divulgou a secretaria.

Após passar a virada de ano ancorado na praia de Copacabana, navio partiu para Búzios, onde sete casos de Covid-19 foram identificados. Segundo a MSC Cruzeiros, “os casos identificados a bordo demonstram a eficiência do protocolo, que contribui, inclusive, para que pessoas que estejam positivas tenham conhecimento de seu resultado e evitem, assim, circular em suas próprias comunidades ou em destinos turísticos”. A nota da empresa distribuída à imprensa ainda diz que “é provável que muitos desses casos não tivessem sido identificados sem um monitoramento adequado como o realizado”.

Durante as comemorações pela virada do ano, também houve casos de contaminação coletiva em embarcações que circulavam pelo litoral de São Paulo e da Bahia. Por conta disso, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou ao Ministério da Saúde que suspenda a temporada de cruzeiros. “A manifestação da agência foi pautada no princípio da precaução, ao priorizar o impedimento da ocorrência de agravo à saúde pela adoção das medidas necessárias à sua proteção”, justificou a autarquia, em nota.





Source link

Related Articles

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Stay Connected

22,952FãsCurtir
3,138SeguidoresSeguir
19,100InscritosInscrever
- Advertisement -spot_img

Latest Articles