Protesto contra passaporte da vacina termina com 6 feridos e 20 presos na Bélgica


Grupo atirou projéteis e fogos de artifício contra a polícia, que reagiu com bombas de gás e jatos d’água

EFE/EPA/OLIVIER HOSLETMais de 8 mil pessoas foram às ruas de Bruxelas

Seis pessoas ficaram feridas e 20 foram presas durante um protesto contra as medidas do governo para combate a Covid-19 em Bruxelas, na Bélgica. A manifestação, que reuniu cerca de 8 mil pessoas, foi pacífica até perto do encerramento. No entanto, um grupo atirou projéteis e fogos de artifício contra a polícia. As forças de segurança responderam com o uso de canhões de água e bombas gás lacrimogêneo. Entre os feridos estão quatro manifestantes e dois policiais, que foram levados ao hospital. Os participantes do ato carregavam cartazes  em defesa das “liberdades” e contra a “ditadura da estigmatização” dos não vacinados.

O protesto foi cercado por forças policiais depois que uma marcha semelhante, mas maior, com 35 mil pessoas, terminou com mais de 40 detidos, três feridos e vandalismo há 15 dias. Os participantes da marcha consideram discriminatório o passaporte da vacina, exigido na Bélgica para acesso a bares, restaurantes e alguns eventos de lazer. Os manifestantes também são contra a obrigatoriedade da vacinação, medida que pode ser aplicada para os funcionários da área da saúde a partir de janeiro de 2022.

*Com informações da EFE





Source link

Related Articles

Stay Connected

22,952FãsCurtir
3,373SeguidoresSeguir
19,800InscritosInscrever
- Advertisement -spot_img

Latest Articles