Rebeldes houthis do Iêmen atacam instalação petrolífera na Arábia Saudita


Em imagens divulgadas pelos sauditas, é possível ver fogo em instalações da usina; extensão dos danos não foi relatada

Larry W. Smith/EFEArábia Saudita é líder de coalizão que se opõe aos rebeldes houthis, apoiados pelo Irã, no Iêmen

Rebeldes houthis atacaram uma instalação da petroleira estatal Aramco em Jizan, no sul da Arábia Saudita, informou neste domingo (20, ainda sábado no Brasil) a coalizão que combate a insurgência no Iêmen e é liderada pelos sauditas. Os rebeldes também atacaram uma usina de dessalinização de água e quatro outros drones foram interceptados e destruídos perto do Iêmen. Esta região do sul saudita é um alvo regular de ataques com drones e mísseis pelos houthis. Mais tarde, anunciou que a usina energética Dhahran al Janoub, perto de Jizan, também havia sido atacada. A agência de imprensa saudita SPA publicou fotos e um vídeo de bombeiros tentando apagar o fogo no local. Em 10 de março, uma refinaria de petróleo na capital saudita, Riad, foi atacada com drones em ato reivindicado pelos houthis.

Os insurgentes, que são apoiados pelo Irã, rejeitaram no início desta semana um convite dos seis países membros do Conselho de Cooperação do Golfo para participar em 29 de março das negociações em Riad sobre o conflito no Iêmen. Os houthis se recusaram a manter esse diálogo em território saudita. O conflito, que está em andamento desde meados de 2014, custou centenas de milhares de vítimas, diretas ou indiretas, e deslocou milhões de pessoas imersas no que, segundo a Organização das Nações Unidas, é uma das piores catástrofes humanitárias do mundo.

*Com informações da AFP





Source link

Related Articles

Stay Connected

22,952FãsCurtir
3,371SeguidoresSeguir
19,800InscritosInscrever
- Advertisement -spot_img

Latest Articles