Spotify perde Neil Young após ficar do lado de podcast que comparou vacinação ao nazismo


Foto de Neil Young via Shutterstock”>Neil Young em 2006
Foto de Neil Young via Shutterstock

 

O catálogo de Neil Young não estará mais no Spotify até o final desta quarta-feira (26), de acordo com a própria plataforma.

O processo de remoção começou há pouco e foi divulgado em uma carta da empresa, que decidiu escolher o lado da desinformação e preferiu manter no ar os podcasts de Joe Rogan depois que um ultimato foi dado por Young.

O artista criticou a complacência do Spotify com a disseminação de informações falsas e desinformações sobre a COVID, uma vez que Rogan foi um defensor do “tratamento precoce” através da ivermectina e chegou até a comparar a vacinação ao nazismo.

Young fez também um ultimato, dizendo que a plataforma poderia ter apenas um dos dois em seu catálogo. Agora, o Spotify comunicou sua decisão:

Nós queremos que todas as músicas e conteúdos de áudio do mundo estejam disponíveis para usuários do Spotify. Com isso vem uma grande responsabilidade para equilibrar tanto a segurança para os ouvintes quanto a liberdade para os criadores. Nós aplicamos detalhadas políticas de conteúdo e já removemos mais de 20 mil episódios de podcasts relacionados à COVID desde o início da pandemia. Lamentamos a decisão de Neil de remover sua música do Spotify, mas esperamos recebê-lo de volta em breve.

Complicado. Você pode aproveitar e ler a carta com o posicionamento completo de Neil logo abaixo, para entender melhor o ponto de vista do artista.

Posicionamento de Neil Young contra o Spotify

O Spotify recentemente se tornou uma força muito danosa através de sua desinformação pública e mentiras sobre a COVID.

Eu descobri esse problema primeiramente ao ler que mais de 200 médicos tinham juntado forças, enfrentando as falsidades perigosas e que ameaçam vidas da COVID encontradas na programação do Spotify.

A maioria dos ouvintes que ouvem as informações não-factuais, errôneas e falsas sobre a COVID no Spotify tem 24 anos de idade, [são] impressionáveis e fáceis de converter para o lado errado da verdade.

Essas pessoas jovens acreditam que o Spotify nunca iria apresentar informação grosseiramente falsa. Elas infelizmente estão erradas. Eu sabia que eu tinha que tentar mostrar isso.

Toda a minha música está disponível no Spotify, sendo vendida para essas pessoas jovens, pessoas que acreditam no que estão ouvindo porque está no Spotify, e pessoas como eu estão apoiando o Spotify ao apresentar minha música por ali.

Eu percebi que eu não poderia continuar apoiando a desinformação que ameaça vidas do Spotify ao público que ama música.

Antes que eu falasse aos meus amigos da [gravadora] Warner Bros. sobre o meu desejo de sair da plataforma Spotify, eu fui lembrado pelas minhas próprias forças legais de que eu, contratualmente, não tinha o controle sobre a minha música para fazer isso. Eu anunciei que estaria saindo de qualquer forma, porque eu sabia que estava. Eu estava preparado para fazer tudo que eu pudesse e mais só para ter certeza de que isso aconteceria.

Eu quero agradecer a minha gravadora realmente ótima e apoiadora, Warner Brothers — Reprise Records, por estarem comigo na minha decisão de tirar todas as minhas músicas do Spotify. Obrigado!

O Spotify representa 60% do streaming da minha música para ouvintes ao redor do mundo, quase todo disco que eu já lancei está disponível — as músicas da minha vida —, uma grande perda para a minha gravadora absorver. Ainda assim, meus amigos na Warner Brothers Reprise ficaram comigo, reconhecendo a ameaça que a desinformação sobre COVID no Spotify apresenta ao mundo — particularmente para os nossos jovens que pensam que tudo que ouvem no Spotify é verdade. Infelizmente não é.

Obrigado Warner Brothers por ficar ao meu lado e receber o golpe — perder 60% do meu faturamento de streaming no mundo tudo em nome da Verdade.

O Spotify se tornou a casa de desinformação sobre COVID que ameaça vidas. Mentiras sendo vendidas por dinheiro.

Há um lado bom para os meus ouvintes, pessoas que podem estar ouvindo aos 60 anos de música que eu fiz na minha vida até hoje. É o seguinte: várias outras plataformas, Amazon, Apple e Qobuz, para citar algumas, apresentam minhas músicas atualmente em toda a sua glória de Alta Qualidade — na forma como eu quero que seja ouvida, enquanto infelizmente o Spotify continua vendendo a pior qualidade de reprodução de música. A arte não vale nada. Mas agora isso está no passado pra mim. Logo mais minha música vai viver em um lugar melhor.

Eu realmente quero agradecer as várias, várias pessoas que vieram falar comigo e me agradeceram por esse posicionamento — pessoas que são profissionais de saúde nas linhas de frente, pessoas que perderam entes queridos para a COVID ou que estão preocupadas com suas próprias crianças e famílias. Eu nunca senti tanto amor vindo de tantos.

Eu sinceramente espero que outros artistas e gravadoras se distanciem dessa plataforma Spotify e parem de apoiar a desinformação mortal do Spotify sobre a COVID.

Em nome da Verdade.

Neil Young





Source link

Related Articles

Stay Connected

22,952FãsCurtir
3,430SeguidoresSeguir
20,000InscritosInscrever
- Advertisement -spot_img

Latest Articles