Unidades russas que sofrem grandes perdas saem da Ucrânia, diz inteligência do Reino Unido


Ação estaria dificultando ainda mais a logística bélica das tropas russas; os ingleses monitoram toda a movimentação de guerra desde o início do conflito e já previram atos importantes, como o cerco a Kiev

EFE/EPA/SERGEI ILNITSKYImagem registrada de uma filmagem divulgada pelo Ministério da Defesa da Rússia em 7 de março de 2022, na qual mostrava um suposto avanço de uma unidade de tanques russos na região de Kiev

Em última atualização do monitoramento da guerra na Ucrânia, o serviço de inteligência do Reino Unido apontou que “as unidades russas que sofreram grandes perdas foram forçadas a retornar a Belarus e à Rússia para se reorganizar e reabastecer” e que isso estaria dificultando ainda mais a logística de guerra das tropas russas. O serviço inglês é ligado ao Ministério da Defesa britânico e vem acompanhando toda a movimentação bélica no Leste Europeu desde o início do conflito, já tendo previsto movimentos importantes, como a tentativa de cerco a Kiev há semanas atrás.

“Essa atividade [de retornar para Belarus e para a Rússia] está pressionando ainda mais a logística já tensa da Rússia e demonstra as dificuldades que a Rússia está tendo para reorganizar suas unidades em áreas avançadas dentro da Ucrânia. A Rússia provavelmente continuará a compensar sua capacidade de manobra terrestre reduzida por meio de ataques de artilharia em massa e mísseis”, apontou o Reino Unido. E finalizou: “O foco declarado da Rússia em uma ofensiva em Donetsk e Luhansk é provavelmente uma admissão tácita de que está lutando para sustentar mais de um eixo significativo de avanço”.





Source link

Related Articles

Stay Connected

22,952FãsCurtir
3,377SeguidoresSeguir
19,800InscritosInscrever
- Advertisement -spot_img

Latest Articles